16 de setembro de 2012

Texto da semana !


”Temo abrir os olhos e, de repente, ver que o tempo passou. Abrir os olhos e ver que a estação mudou. Abrir os olhos e ver que as coisas e as pessoas mudaram. Abrir os olhos e ver uma ponta de arrependimento cair por meus olhos. Temo demais isso acontecer. E esse temor me envolve a cada dia, como uma simples roupa obrigando-me a aproveitar ao máximo cada segundo de minha vida. É como se eu possuísse em meus pulsos, letrais garrafais e em cores vivas alertando-me que o tempo voa e voa rápido. Admito que estou tentando. Estou em missão a curtir essa mera vida que tenho que apesar de ser mera, não é menos que uma vida. Estou hipnotizada a proporcionar à mim mesma o maior grau de felicidade que se pode alcançar. Como é difícil isso… Mas me esforço ao extremo, pois temo. Temo não ter oportunidades de felicidade em meu futuro. Agora também não tenho, eu as procura e as tento agarrá-las para mim. Mas o futuro é bruto. Ele exigirá de mim uma felicidade concreta ou uma tristeza concreta. Não desejará meio termos, só algo real. Temo estar numa cadeira de balanço, com um livro as mão numa tarde de domingo, cheia de rugas e desenhos pintados por meus netos espalhados pela casa e ver quão tola fui agora, em não aproveitar nada. Não temo envelhecer, não. Temo envelhecer infeliz com uma juventude sombria e angustiante.” 


Tumblr: e-xtranjera


ATENÇÃO MENINAS
O nosso sorteio do perfume Step Sexy continua, basta clicar aqui e seguir as regras para participar!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário !

Victória Ibrahim | Todos os direitos reservados 2016 © | Desenvolvimento: